Voltar ao Topo

Biografia Marcella Gonçalves

Biografia Marcella Gonçalves

 

Biografia Marcella Gonçalves

Biografia Marcella Gonçalves

Autobiografia do Braaap por Marcella Gonçalves #17 


Bom, me chamo Marcella Gonçalves, meu número de Competição sempre foi o número 17, data do meu aniversário, hoje tenho 27 anos, sou natural de Belo Horizonte.Desde pequena sempre fui apaixonada pelas motos, principalmente as fora de estrada.

Minha primeira moto foi uma DT180 que está conosco em casa até hoje (foto 1). Aprendi a pilotar aos 12 anos em um campo de futebol em nosso sítio em Rio Manso quando o meu pai pulou da minha garupa. Dali fomos nos aprofundando, participei de diversos trilhões e competi em minha primeira corrida, um Cross Country na Fazenda Estrela do Sul em Ibirité, onde eu treinava quase todos os finais de semana. Foi onde comecei a tomar gosto pelo esporte e fui me aprofundando e treinando cada vez mais. Perceberam que a moto já não dava mais para o meu estilo de pilotagem nas pistas. E assim ganhei a minha primeira moto, uma CRF230, a Pink Moto em Agosto de 2008 (foto 2). Assim intensificamos os treinos e me aprofundei nas competições, principalmente no Cross Country e no Motocross. Mais pra frente, com o estilo de pilotagem mais agressivo, passei a competir uma nova modalidade, o Enduro Fim, onde ganhei várias etapas.

Em Setembro de 2011 participei do meu primeiro Enduro da Independência e fui vice-campeã competindo nada mais do que com a super piloto e inspiração Sabrina Katana. Com as competições e os treinos aumentando, percebemos que eu teria que mudar de moto novamente e assim veio a minha segunda moto, a KTM250 Pink Canhão em Janeiro de 2012 (Foto 3). Neste mesmo ano me intensifiquei nos treinos e foquei em academia, exercícios e reeducação alimentar para conseguir finalizar o ano com bons patrocinadores e ótimos resultados.

Em 2012 participei de todas as etapas da Copa EFX Pacato em São Paulo onde corria em categorias com mais de 20 homens e sagrei-me Campeã Paulista de Enduro FIM na minha categoria, a Categoria Feminina (Foto 4). Neste ano participei também dos Campeonatos Mineiro e Brasileiro de Enduro FIM sendo Vice-Campeã. Ainda em 2012 e com mais mulheres focadas no esporte, chegou o dia do Enduro da Independência, onde mesmo me machucando fiquei com quarta colocação.

Fui submetida a minha primeira cirurgia de joelho na qual sofri uma parada cardiorrespiratória de 5 minutos e fiquei por três longos dias no CTI (Foto Cicatrizes). Nessas muitas horas me peguei sofrendo pensando nas competições que ainda aconteceriam, nos patrocinadores, etc., mas uma coisa eu aprendi, Deus sabe o que faz. No final de 2012 foquei nas seções de fisioterapia e na academia para me preparar para o ano seguinte.

Já em 2013 comecei novamente com os treinos e as Competições, Cross Country, Enduro Fim, Enduro Regularidade e Motocross. Neste ano tive um sonho realizado, fui convidada a participar do primeiro X-Games em Foz do Iguaçu no Brasil. Uma das experiências mais insanas da minha vida, poder conhecer meus ídolos estrangeiros, os famosos pilotos como Travis Pastrana, Taddy Blazuziak, David Knight, Jonny Walker e Maria Forsberg. Na categoria feminina o gate estava preenchido com 10 pilotos, sendo 3 pilotos brasileiras, (Foto 5) onde me vi competindo contra Mariana Balbi e Stefany Serrão. Podemos ter sido as 3 últimas colocadas, mas aquela experiência após uma parada cardíaca mudou a minha vida. Me mostrou o quanto e como eu era capaz. Ano em que ainda estava competindo nas corridas da Copa EFX em São Paulo e participei pela última vez do Enduro da Independência sendo Vice-Campeã mais uma vez.

Infelizmente passei pela segunda cirurgia de joelho em 2013 finalizando o ano em terceiro lugar no Campeonato Mineiro de Enduro Regularidade e Vice-Campeã da Copa EFX em São Paulo. No final de 2013 após muitos dias em pensamentos e orações decidi me aposentar das competições, decepcionada com as perdas, com os problemas de saúde e com a falta de preocupação dos que diziam ser meus patrocinadores e finalmente e de coração partido, vendi a minha querida KTM. De 2014 a 2019 foquei na recuperação da minha terceira cirurgia de joelho e dediquei-me aos estudos, faculdade, pós-graduação, estágios e ao meu emprego na minha área de formação: Zootecnia, Nutrição Animal (Foto 6).

Com muita saudade de poder praticar o meu esporte, finalmente em Maio de 2019 consegui comprar a minha terceira moto, a nova CRF250 Pink Fire com muita luta e muita garra (Foto 7). De lá pra cá acabamos de comemorar o nosso primeiro ano juntas. Ano de muitas trilhas, risadas, amizades e muito Braaaap! (Foto 8). Deus sabe o que faz! Hoje sou inspiração para muitas meninas e mulheres que querem ingressar ao esporte no qual apoio e agarro-me com unhas e dentes. Mas uma coisa é certa, Marcella Gonçalves não compete mais profissionalmente. 


Texto escrito por Marcella Gonçalves

Adaptado por Gustavo "Cueca" Figueiredo

Galeria de Fotos

Postado por Admin



Comentários para "Biografia Marcella Gonçalves "

Braaap Braaap Racing | Motocicletas, Peças & Acessórios © 2020 - Todos os Direitos Reservados.